Pesquisar este blog

Nos braços do Pai

Nos braços do Pai

Falando com Deus

Falando com Deus

Paz

Paz

TENHO ADORAÇÃO NO MEU DNA

22.4.12

UMA LUZ

Senhor, as vezes me sinto tão aflito, tão entregue às mãos dos meus inimigos que por um breve instante tenho a sensação de que o Senhor se desagradou de mim e que de mim escondeu o rosto. Me sinto às vezes tão solto em plena queda livre que parece que a queda já se consumou e que já me quebrei, e assim, quebrado, me sinto tão estilhaçado que parece que vai ser impossível recolocar cada pedaço de volta em seu lugar.
Dou graças à Sua misericórdia que permite que meus pedaços pouco a pouco se aninhem mais uma vez e refaçam a moribunda criatura que pretensiosamente tenta te servir e te agradar. Mais uma vez eu sei que irei levantar, estufar o peito e irei à luta, preciso apenas e tão somente que me mostre o caminho, preciso que uma estrela de sabedoria me aponte o oriente, que a Tua mão poderosa conduza meus passos, que teu sorriso gentil me encante e que neste encantamento de doçura a chama do primeiro amor, que por pouco ainda agora não se apaga, vá recobrando sua luz e seu calor.
Senhor, não quero me sentir prostrado e pesado à beira do caminho em que muitos marcham, não quero me sentir como ferido de guerra que vai cambaleando pelo caminho sendo peso morto a espera de reestabelecimento lento. Senhor, cura-me, sara-me, restabelece-me. Eu sei que o Senhor pode. Já ví o Seu agir. Não te conheço de ouvir falar, já senti o Seu poder em minha vida e sei que só o Senhor pode me curar de pronto e me levantar de pronto e me incendiar com Seu amor. Senhor, hoje, mais do que nunca eu preciso que Sua obra se realize em mim, que a luz de Sua esperança ilumine meus passos e me mostre o caminho.
Deus, já disse tudo o que precisava, sei que o Senhor me ouve e com os olhos atentos ao meu semblante consegue identificar cada mililitro do meu pesar, vou descansar, reconstruir a parte que cabe a mim e aguardar que Sua parte se cumpra. Sei que amanhã o Senhor contará comigo novamente, não com este agonizante ser que agora cambaleante te implora por resgate, mas com o ser renovado que o Senhor forjará enquanto descanso.

SYLVIA MONTEIRO

1 comentários:

Anônimo disse...

Bom Post.

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...