Pesquisar este blog

Nos braços do Pai

Nos braços do Pai

Falando com Deus

Falando com Deus

Paz

Paz

TENHO ADORAÇÃO NO MEU DNA

10.11.12

QUEM ESTÁ NO SEU BARCO?


No noticiário costumamos saber de naufrágios em rios, igarapés e mares e por trás de quase todos os naufrágios existe um elemento recorrente: a superlotação. Pode observar. Sempre que um barco naufraga as autoridades atribuem a causa à superlotação e ficam sem saber exatamente quantas vidas estavam na embarcação, porque muita gente entrou sem ser contada entre os passageiros e aí, qualquer marola vira o barco e o afunda.

Na vida espiritual é a mesma coisa, só naufraga barco superlotado. Tem muita gente boa que cultiva uns pecadinhos de estimação, ou não, mas o fato é que sem Jesus o pecado toma conta do coração do homem em estado bruto.

A superlotação do barco espiritual tem de tudo um pouco, ou de tudo um bocadão. Alguns destes pecados nós nem conhecemos pelo nome, ou não ligamos o nome à pessoa e só depois do Espírito Santo vir morar em nosso coração, passamos a perceber tanta coisa que nos fazia mal. Quer ver uma coisa? A Bíblia condena o pecado da avareza, porém muitas vezes praticamos este pecado sem perceber.

Avareza é mesquinhez, sovinice, apego exagerado aos bens materiais, aí a gente pensa que não comete avareza, mas negamos ajuda a alguém que está precisando, quando tínhamos condições de ajudar. Cometemos avareza quando ficamos fazendo conta de tudo dentro de casa, conferindo cada nota fiscal das compras que não fizemos, só deixamos o dinheiro para alguém fazer.

Outro pecado safadinho e dissimulado é a maledicência que é falar mal de alguém, com a intenção de denegrir, de deprimir, porém, não fica só nisso, se você for procurar no dicionário vai ver que maledicência é também a qualidade de quem é maldizente. Ora veja! Quem vive se maldizendo está praticando o pecado da maledicência. A Bíblia chama este pecado de murmuração, mas dá no mesmo.

Tem cada pecado que parece tão inofensivo que nem deveria ser considerado pecado, mas é pecado. A mentira é um pecado com muitas cores e várias faces. Tem mentira branca, azul de bolinhas rosa, amarela, coral (tipo a cobra) e negra. Tem gente que vive cercada por um verdadeiro arco-íris de pecados. Quando toca o telefone e você grita da cozinha: Se for pra mim, diz que eu não estou! Sinto muito, é mentira, é pecado.

O pecado que superlota nosso barco espiritual pode ser composto por pequenas/grandes coisas, ou pode ser um pecadão só, não importa, o barco vai naufragar do mesmo jeito.

O único jeito de nosso barco não naufragar é ter Jesus no barco, porque Ele perdoa todos os pecados e nem mesmo nas tempestades da vida Ele abandona nosso barco. Eu bem sei o que é passar por uma tempestade e falo pelo que eu vivi, se Jesus não estivesse no barco comigo, eu jamais teria saído daquela tempestade.

Jesus é o Senhor da terra, do céu, do mar e de tudo o quanto neles há. Com Ele nosso barquinho pode até balançar muito, pode até fazer água, mas não afundará.

Certa vez Jesus chamou Seus discípulos e ordenou que passassem para o outro lado do mar. Ele estava cansado, havia pregado durante o dia todo, então os discípulos colocaram Jesus no barco e partiram para o outro lado e outros barquinhos seguiram com eles.

De repente levantou-se um grande temporal de vento e as ondas ficavam cada vez mais fortes e arremessavam contra o barco, de maneira que já se enchia de água o barquinho. Jesus estava no barco, na popa, dormindo sobre uma almofada. Ele parecia nem se aperceber da tempestade e dormia tranquilo.

Como se sabe, os discípulos não eram assim um modelo de fé e nem de coragem, então eles foram até a popa e acordaram Jesus dizendo: “Mestre, não se te dá que pereçamos?” (Marcos 4:38). Em outras palavras, eles perguntaram se Jesus não estava vendo que eles iam naufragar e morrer todos.

Jesus acordou e foi logo tomando providências: repreendeu o vento e mandou o mar se calar. Tudo ficou quieto. Acabou a tempestade, as ondas fortes e até os discípulos ficaram paralisados, espantados, agora não mais com o vento, ou o mar, eles ficaram assustados com a autoridade de Jesus e se perguntavam: “Mas quem é este, que até o vento e o mar lhe obedecem?” (Marcos 4:41).

Não passou batida a incredulidade dos discípulos e eles foram repreendidos por Jesus:“Por que vocês estão com tanto medo? Ainda não têm fé?" (Marcos 4:40). Eles ainda não tinham fé, aliás eles nem mesmo sabiam quem era Jesus.

Pode ser que o barquinho de sua vida esteja sendo açoitado pelas tempestades da vida e você, assim como os discípulos (naquele momento), ainda não saiba quem é Jesus. Pode ser que seu barquinho esteja afundando por causa da superlotação de pecados. O único jeito de não naufragar é ter Jesus no seu barco, porque a Ele até o vento e o mar obedecem.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...