Pesquisar este blog

Nos braços do Pai

Nos braços do Pai

Falando com Deus

Falando com Deus

Paz

Paz

TENHO ADORAÇÃO NO MEU DNA

8.5.15

10 sinais de que você está atrapalhando o crescimento da sua igreja
 10 sinais de que você está atrapalhando o crescimento da sua igreja
 
Sinal 1 – Não orar pela igreja e pelo seu crescimento
 
  Uma pessoa que faz parte da igreja deveria orar pela igreja. Não orar pela igreja equivale a não contribuir para o crescimento
dela. Jesus ensinou os discípulos que deveriam orar para que Deus potencializasse a obra Dele com mais pessoas dispostas a trabalhar:
 
 “Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.” (Mateus 9:38). Não orar pela igreja, pelos seus líderes, pelo crescimento dela, pela resolução de problemas que acontecem, etc., equivale a atrapalharmos o crescimento da obra de Deus, pois não estamos fazendo a nossa parte.
 
Sinal 2 – Assistir a igreja trabalhando
 
  Somente assistir aos cultos, assistir ao trabalho de quem está trabalhando, assistir o movimento da igreja. Esses são sinais de quem não está envolvido no trabalho da obra de Deus. Quem está envolvido no crescimento da igreja não assiste as coisas, antes, participa delas de alguma forma ativa e produtiva.
 
 Jesus ensinou que seus servos deveriam colocar a mão no arado: “Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus.” (Lucas 9:62). Colocar a mão no arado é ajudar no crescimento da obra de Deus. Não colocar a mão no arado e assistir a tudo como expectador equivale a atrapalhar o crescimento da obra de Deus.
 
Sinal 3 – Dizer mais não do que sim
 
  É evidente que devemos fazer um gerenciamento de cada área de nossas vidas para não cairmos em um ativismo prejudicial. Isso é ser sábio. Mas existem pessoas que somente dizem não. Nunca podem, nunca têm disponibilidade, nunca dizem sim.
 
 Os apelos dos líderes são ignorados. O trabalho clama por alguém que o faça, mas, mesmo que tenha o dom para fazer aquele trabalho, essa pessoa não se dispõe. Esse tipo de pessoa atrapalha o crescimento da igreja, pois enterra o talento que Deus deu a ela ao invés de multiplica-lo.
 
Sinal 4 – Arrumar problemas infantis para os líderes resolverem
 
  Algumas pessoas vão à igreja para arrumar problemas. Atrapalham a obra de Deus, pois ocupam a liderança, que deveria estar mais voltada para questões mais nobres da obra, para resolver problemas insignificantes.
 
 Arrumam problemas para chamar a atenção. “O irmão não me cumprimenta”, “ele fechou meu carro no estacionamento e demorou para tirar”, “ele deixou uma mensagem no Facebook que foi indireta para mim”, “pastor, você tem que resolver isso senão eu saio da igreja!”.
 
 Esse tipo de conflito infantil toma um tempo preciso da liderança, que deveria estar ocupada com coisas mais importantes. Jesus incentiva as pessoas a resolverem seus problemas com maturidade, sem “mimimi”: “Se teu irmão pecar contra ti, vai argui-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão.” (Mateus 18:15)
 
Sinal 5 – Aumentar o alcance dos problemas ao invés de ajudar a resolve-los
 
  Toda igreja tem problemas. Basta dar uma olhada na primeira igreja citada na Bíblia e verá essa realidade muito bem. O problema não é o problema. Na realidade é a forma como se lida com o problema que pode vir a ser um problema maior ainda.
 
 Há pessoas que gostam de jogar gasolina onde o fogo já está pegando. Não agem como pacificadoras na igreja, mas expandem ainda mais o alcance dos problemas, por exemplo, usando a fofoca. Com isso promovem não o crescimento, mas a destruição de coisas construídas na igreja a muito custo.
 
 Não foi à toa que Jesus ensinou que os pacificadores são bem aventurados (Mateus 5:9). A igreja precisa de pacificadores, pois são eles que ajudam a obra a crescer. Não faça a obra de Deus relaxadamente!
 
Sinal 6 – Não andar com sua vida espiritual em dia
 
  Paulo desenvolve a sua explicação sobre o funcionamento da igreja, comparando-a a um corpo. Num corpo, cada parte precisa fazer a sua função para que tudo funcione perfeitamente. Quando uma parte não faz a sua função, isso equivale a alguma doença no corpo, que precisa ser tratada.
 
 Ser a igreja e não manter uma vida espiritual em dia (ler a Bíblia, orar, jejuar, buscar comunhão, contribuir, etc.) equivale a atrapalhar o corpo. Paulo nos ensina que o corpo bem ajustado cresce, logo, podemos inferir que o corpo desajustado não cresce, pois está doente:
 
“De quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor.” (Efésios 4:16). Andar com a vida espiritual em dia é uma grande e saudável contribuição para a saúde do corpo.
 
Sinal 7 – Usar demais a crítica
 
  Críticas construtivas são sempre bem vindas na obra de Deus, pois é na multidão de conselheiros que fazemos muito melhor as coisas (Provérbios 15:22). Mas aqueles que atrapalham o crescimento da igreja usam demais a crítica e de menos o reconhecimento do bom trabalho feito.
 
  Há pessoas que fazem questão, por exemplo, de procurar o pastor para cobrar mais atenção dele por causa de um erro de português que, sem querer, saiu no boletim da igreja. Há também aqueles que querem mandar na forma de fazer o culto, no tempo das mensagens, na forma com que tudo é conduzido.
 
 Somente a crítica sai da boca deles. E da forma com que criticam mostram que querem destruir e não construir. Certa feita fiquei sabendo de um pregador que foi extremamente criticado porque esquecera de levar a gravata para vestir. Pregou sem gravata.
 
 Os críticos ferrenhos nem se lembraram da mensagem, do esforço do irmão em sair de sua cidade e ir até ali pregar. Só a falta da gravata importava. Naquele dia eles atrapalharam sobremaneira o crescimento da igreja com críticas exageradas e elogios inexistentes.
 
Sinal 8 – Não contribuir financeiramente para a obra de Deus
 
  Alguns não entendem que Deus faz sim muitos milagres sobrenaturais, mas não faz milagres onde é exigido uma ação natural nossa. É assim na área financeira da obra de Deus. Para o crescimento da obra de Deus são necessários recursos. A responsabilidade de provisão desses recursos é daqueles que são servos de Deus, que são a igreja.
 
 Evidentemente que hoje existem muitos abusos de falsas igrejas, mas isso não invalida a responsabilidade que cada servo de Deus tem de contribuir financeiramente para a obra do Senhor. Quem se exime dessa responsabilidade não está colaborando para o crescimento da obra, antes, está atrapalhando.
 
 Alguém já disse que a área mais difícil que o ser humano tem para converter se chama bolso. E isso é verdade. A generosidade é característica dos verdadeiros servos de Deus. Nesse quesito, as igrejas da Macedônia nos dão uma aula e são extremamente elogiadas pelo apóstolo Paulo:
 
 “porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade. Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários, pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos.” (2 Coríntios 8:2-4)
 
Sinal 9 – Não ter cuidado com o seu bom testemunho
 
  Somos igreja em todos os lugares e não somente dentro de um prédio, ou de um grupo familiar, ou de outro lugar de reunião. Somos igreja, principalmente, no mundo. Um exemplo claro de alguém que colaborou para o crescimento da obra de Deus através do bom testemunho foi Timóteo.
 
 Dele é dito: “Chegou também a Derbe e a Listra. Havia ali um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego; dele davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio.” (At 16:1-2). Infelizmente, hoje, muitos cristãos são conhecidos pelo mau testemunho, pela má conduta e, assim, atrapalham o crescimento da obra ao invés de ajudar.
 
Sinal 10 – Participar da igreja apenas atrás de bênçãos para si
 
  Hoje cresce assustadoramente o número daqueles que se ajuntam a igreja com o único objetivo de conseguir bênçãos para si (principalmente materiais). Não conte com eles para nada. Estão dispostos sim a fazer algo, mas apenas se aquele algo for em troca de alguma bênção de Deus, coisa que, nas igrejas sérias, não deve existir.
 
 Quem coloca o “eu” acima de tudo atrapalha a obra de Deus. Isso porque Jesus deixou claro que seus discípulos devem servir e priorizar o “nós”. CONCLUSÃO Quando falamos da igreja de Deus falamos de algo muito sério.
 
 A Bíblia diz que Jesus Cristo comprou a igreja com seu sangue (Atos 20:28). Diz também que a igreja é a noiva de Cristo (Apocalipse 21:9).
 
 Por isso, atrapalhar a obra de Deus é lutar contra o próprio Cristo e isso é algo terrível e que não deve ocorrer na vida do crente verdadeiro.
 
 É importante considerar as palavras de Jesus e corrigir os nossos erros, pois a Palavra de Cristo é dura: “Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.” (Mateus 12:30)

1 comentários:

Elaine Scazzuso disse...

Parabéns pelo Blog. Deus ti abençoe.
Convido a participar do novo Agregador Blogospel. Exclusivo para blogs e sites gospel, divulgar conteúdos relevantes para o povo de Deus, levar o evangelho de Cristo pra muita gente. E mais, bom para aumentar o tráfego do seu blog ou site.
Não precisa cadastrar, é rápido e prático! Apenas seja parceiro colocando nosso banner na sua página e pronto, já pode enviar seus links.
Acesse e conheça: http://semeandojesuscristo.blogspot.com.br
Sua parceria é muito importante
Graça e paz!

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...